Busca


  Cursos

Pós-Graduação lato sensu em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia


 
COMUNICADO PPACT / MAST

O Colegiado do Curso de Especialização em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia – PPACT/MAST, em Reunião Ordinária realizada em 17 de março de 2014, decidiu desativar por tempo indeterminado as atividades do Curso de Especialização em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia. Tal decisão foi tomada em decorrência da recomendação do Mestrado Profissional em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia, por decisão do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior da CAPES, na 2ª Reunião Extraordinária realizada de 9 a 11 de dezembro de 2013.

                                                Colegiado PPACT

 
COMUNICADO PPACT / MAST

O Colegiado do Curso de Especialização em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia – PPACT/MAST, em Reunião Ordinária, discutiu sobre o processo seletivo para a turma 2014, e considerando a existência de proposta de criação, no MAST, de Mestrado Profissional em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia, decidiu que aguardará o resultado da Capes sobre a referida proposta, o qual deverá ser divulgado até o final deste ano, antes de organizar e dar início ao processo seletivo para o Curso de Especialização ou, alternativamente, para o de Mestrado Profissional, no primeiro semestre de 2014.

                                                Colegiado PPACT

Curso: especialização

Apresentação
O Curso de Especialização em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia (PPACT) do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) visa preencher uma lacuna importante na sociedade, alertando as pessoas em geral e os profissionais de C&T a respeito da defesa do patrimônio. O objetivo central é contribuir para um intercâmbio maior entre os profissionais da área, seu aprimoramento e o desenvolvimento de novas técnicas e reflexões sobre o tema, além de atender a uma demanda importante das instituições da área de C&T que estão formando acervos. Através da conservação, seja pelos procedimentos preventivos, seja pela intervenção direta que vai até o próprio restauro dos objetos, o patrimônio pode ser "eternizado".

Objetivos
O PPACT visa qualificar profissionais interessados em atuar no planejamento, gestão, execução e avaliação de atividades e projetos voltados a preservação de acervos de C&T, aprofundar a formação da graduação em determinada área e proporcionar um diferencial na formação acadêmica e profissional.

Público alvo
O curso é destinado a profissionais portadores de diploma de licenciatura plena ou bacharelado de qualquer área de formação, que desejem obter qualificação para atuar em instituições e empresas relacionadas a preservação de acervos de C&T.

Regime de ensino
O curso tem duração de oito meses. São cinco meses de aulas presenciais e estágio curricular, sendo 352 horas em sala de aula e em laboratórios do MAST e 40 horas de estágio curricular com atividades práticas. Os três meses restantes - prorrogáveis por mais 30 dias desde que devidamente justificado e com o de acordo do orientador - são destinados a elaboração e entrega da monografia de conclusão do curso. O horário de aula é de 9h às 13h, nas dependências do MAST, e o estágio curricular de 9h às 13h e de 14h às 18h nos laboratórios e instalações de instituições voltadas para a preservação de acervos.

Disciplinas
O curso está estruturado em disciplinas teóricas e práticas divididas nos módulos abaixo.

       1º Módulo - Introdutório ( 108 horas)

Disciplina: Introdução à história da ciência
Carga horária: 28 horas
Professor: Christina Helena Barboza (MAST)
Ementa: O objetivo desta disciplina é familiarizar o aluno com a história da ciência e da técnica, em especial no Brasil, identificando as principais correntes hoje existentes e suas premissas teórico-metodológicas.

Disciplina: História, historiografia e fontes documentais
Carga horária: 24 horas
Professor: Heloisa Maria Bertol Domingues
Ementa: Reflexão sobre fontes documentais e o ofício do historiador.

Disciplina: Introdução à ciência dos materiais
Carga horária: 24h
Professor: Dalva Cristina B. do Lago (UERJ)
Ementa: Introdução; noções básicas de química; estrutura e classificação dos materiais; propriedades dos materiais; tipos e aplicações dos materiais; corrosão e degradação dos materiais.

Disciplina: Preservação de acervos: conceitos gerais
Carga horária: 16h
Professor: Alvaro Guimarães
Ementa: Apresenta os conceitos gerais relacionados ao campo da preservação, bem como as áreas e estudos multidisciplinares relativos a conservação e a preservação do patrimônio. De forma sucinta, apresentar um histórico sobre o desenvolvimento da área de conservação de bens culturais, abordando as teorias principais e documentos nacionais e internacionais produzidos.

Disciplina: Metodologia da pesquisa
Carga horária: 16h
Professor: Simone Mesquita
Ementa: Traçar diretrizes orientando a adoção de um comportamento científico. Observar o processo desse conhecimento. Criar grupos de pesquisa. Estabelecer caminhos na construção lógica do trabalho científico. Orientar a elaboração do projeto monográfico. Acompanhar a monografia de fim de curso. Colaborar no levantamento bibliográfico.

       2º Módulo - Administração de acervos em C&T (112 horas)

Disciplina: Preservação de arquivos de ciência e tecnologia
Carga horária: 24h
Professor: Maria Celina Soares de Mello e Silva (MAST)
Ementa: definição, características, tipologia, avaliação e preservação dos arquivos gerados pela prática científica e tecnológica e noções básicas de planejamento e gestão de documentos.

Disciplina: Acervos museológicos
Carga horária: 28h
Professor: Cláudia Penha dos Santos (MAST) e Maria Lucia de Niemeyer M. Loureiro (MAST)
Ementa: apresentar temas relacionados a natureza e ao gerenciamento das coleções de ciência e tecnologia, enfocando: conceituação de objetos de C&T de caráter histórico; políticas de aquisição e descarte; documentação de acervos de C&T (tipologias, registro, catalogação e bancos de dados informatizados); procedimentos de movimentação e empréstimo de acervos e sistemas de busca (inventários, índices e catálogos); teoria museológica e acervos; processo de musealização.

Disciplina: Políticas de preservação
Carga horária: 40h
Professor: Solange Zuniga e Adriana Cox Hollós (Arquivo Nacional)
Ementa: Conceituação e elaboração de políticas de preservação. Elaboração de um programa como estratégia de preservação, incluindo tópicos como: diagnóstico de preservação; análise e gerenciamento de risco; determinação de valor, estabelecimento de prioridades e decisões de preservação; planos de prevenção e resposta a situações de emergência e treinamento/capacitação de servidores e usuários; projetos de capacitação de recursos.

Disciplina: Socialização de acervos de C&T
Carga horária: 20h
Professor: Douglas Falcão (MAST), Esther Valente (MAST) e Andréa Fernandes Costa (Museu Nacional)
Ementa: Histórico da formação de museus e lugares da memória, caracterização de museus e centros de ciências, suas especificidades e diferenças, estudos de casos. Serão abordados também os diferentes meios de divulgação de acervos (exposições, atividades educativas, publicações, meios virtuais etc.) e sua interação com o público, incluindo procedimentos, etapas principais e vantagens e desvantagens. Finalmente serão dados os fundamentos sobre a legislação do direito autoral e formas de acesso.

       3º Módulo - Conservação de acervos em C&T (136 horas)

Disciplina: Conservação preventiva
Carga horária: 32h
Professor: Saulo Güths (UFPR) e Ozana Hannesch (MAST)
Ementa: Climatologia: climatização e controle de ambientes internos. Iluminação: fontes, características, qualidade e medição. Redução dos níveis de iluminação. Deterioração biológica: identificação e tratamentos preventivos e curativos. Contaminação atmosférica. Ambientes internos: poluentes e redução de riscos. Monitoramento e controle dos agentes de deterioração. Inspeção e avaliação de ambientes de armazenagem e exposição. Estudo de casos. O Homem como agente de deterioração: uso x preservação. Normas e recomendações. Palestras com temas específicos ou seminários.

Disciplina: Conservação de instrumentos científicos
Carga horária: 16h
Professor: Marcus Granato (MAST)
Ementa: Inclui a discussão da ética na conservação de instrumentos científicos e suas diferentes correntes; as metodologias de conservação direta, materiais e utensílios utilizados; a restauração de instrumentos científicos; estudos de caso; aulas práticas.

Disciplina: Conservação de documentos em papel
Carga horária: 44h
Professor: Ozana Hannesch (MAST) e Antônio Gonçalves da Silva (Arquivo Nacional)
Ementa: História e tecnologia da fabricação do papel. Identificação das causas de degradação. Tecnologia das impressões e inscrições (tintas e pigmentos). Classificação e diagnóstico do estado de conservação. Documentação, tratamentos e técnicas de conservação.

Disciplina: Conservação de outras coleções científicas
Carga horária: 44h
Professor: Simone Mesquita (Museu Nacional)
Ementa: Os espaços expositivos: coleções arqueológicas e etnográficas. Identificação, documentação, tratamento e técnicas de conservação. Acondicionamento dos acervos em reserva. O museu de História Natural e outras coleções (entomologia, invertebrados, vertebrados, botânica, geologia e paleontologia).

       4º Módulo - Estágio curricular (40 horas)

Disciplina: Estágio curricular
Carga horária: 40h
Professor: supervisor responsável em cada local de estágio
Ementa: os alunos deverão permanecer por uma semana desenvolvendo atividades em locais específicos, pré-selecionados, onde serão orientados por um supervisor da instituição que recebe o estagiário, de forma a permitir o contato com a prática de preservação. Em alguns casos, o estágio poderá ser dividido em mais de uma instituição, com períodos parciais que totalizem o número de horas especificado. O objetivo da disciplina é permitir ao aluno o contato e vivencia com a prática da preservação.

Corpo docente
1. Maria Celina Soares de Mello e Silva (MAST), D..Sc.; coordenadora do curso, responsável pela disciplina "Preservação de arquivos de ciência e tecnologia", pertencente ao corpo permanente do MAST.
2. Christina H. Barbosa (MAST), D.Sc.; vice-coordenadora do curso, responsável pela disciplina "Introdução a História da Ciência", pertencente ao corpo permanente do MAST.
3. Marcus Granato (MAST), D.Sc.; responsável pela disciplina "Conservação de instrumentos científicos", pertencente ao corpo permanente do MAST.
4. Heloisa Maria Bertol Domingues, D.Sc.; responsável pela disciplina "História, Historiografia e fontes documentais", pertencente ao corpo permanente do MAST
5. Douglas Falcao, D..Sc.; participante da disciplina "Socialização de acervos de C&T ", pertencente ao corpo permanente do MAST.
6. Maria Esther Valente (MAST), D.Sc.; participante da disciplina "Socialização de acervos de C&T ", pertencente ao corpo permanente do MAST.
7. Claudia Penha dos Santos (MAST), M.Sc.; participante da disciplina "Acervos Museológico", pertencente ao corpo permanente do MAST.
8. Maria Lucia de Niemeyer M. Loureiro (MAST), D.Sc.; participante na disciplina "Acervos Museológico", pertencente ao corpo permanente do MAST.
9. Ozana Hannesch (MAST), especialista; participante da disciplina "Conservação de documentos em papel", e participante na disciplina "Conservação preventiva", pertencente ao corpo permanente do MAST.
10. Adriana Cox Hollós (Arquivo Nacional), M.Sc.; participante da disciplina "Políticas de Preservação".
11. Saulo Gutz (UFSC), D.Sc.; responsável pela disciplina "Conservação preventiva", pertencente ao quadro permanente da Universidade Federal do Paraná, instituição com convênio com o MAST para realização desse curso.
12. Dalva Cristina B. do Lago (UERJ), D.Sc.; responsável pela disciplina "Introdução a ciência dos materiais", professora convidada.
13. Simone Mesquita (Museu Nacional/UFRJ), D.Sc.; responsável pelas disciplinas "Conservação de outras coleções científicas" e "Metodologia da pesquisa", pertencente ao quadro permanente da Universidade Federal do Rio de Janeiro, instituição com convênio com o MAST para realização desse curso.
14. Solange Sette Garcia de Zuniga; D.Sc., participante da disciplina "Políticas de Preservação", consultora independente.
15. Álvaro Guimarães, especialista, servidor do Museu da Polícia Militar (SP), responsável pela disciplina "Preservação de acervos: conceitos gerais".
16. Andréa Fernandes Costa (Museu Nacional), M.Sc.; participante da disciplina "Socialização de acervos de C&T".

Sistema de avaliação
O aluno deverá ter presença comprovada em pelo menos 75% das aulas, desde que justifique as faltas. Em cada disciplina, cada aluno terá um conceito, variando entre A (ótimo), B (bom), C (regular), D (insuficiente) e E (péssimo), dependendo da avaliação do professor.
As metodologias de avaliação dos alunos em cada disciplina ficarão a critério de cada professor, mas deverão estimular o envolvimento e a participação do aluno nas aulas. Serão aprovados os alunos que conseguirem obter conceito mínimo C em todas as disciplinas do curso.
Após o período de aulas presenciais, os alunos terão um período de três meses para elaborar uma monografia que deverá ser encaminhada para avaliação por uma banca de três profissionais, contando obrigatoriamente com a presença do orientador e de, no mínimo, mais um professor do programa. Será facultado ao orientador convidar um profissional de reconhecida experiência na área de desenvolvimento da monografia para compor a banca examinadora. O conceito para aprovação da monografia e obtenção do certificado do curso é de no mínimo grau C.

Trabalho de conclusão de curso
Os alunos deverão elaborar e encaminhar três cópias em papel de monografia de final de curso para a secretaria do curso. O prazo máximo para envio do documento é de três meses após o final das aulas presenciais, prorrogáveis por mais 30 dias, desde que devidamente justificado e com o de acordo do orientador do aluno em atraso.
Um dos professores do corpo docente será o orientador formal para a elaboração da monografia, em função da área temática do trabalho a ser desenvolvido, e o tema específico deverá ser decidido em comum acordo entre orientador e aluno de especialização, com a restrição de ter relação com as temáticas do curso.

Certificação
O MAST irá chancelar os certificados que serão emitidos a partir da constatação do cumprimento pelo aluno de todas as exigências para finalização do curso, a saber; frequência em pelo menos 75% das aulas, conceito mínimo nas disciplinas em grau C, entrega da monografia no prazo estipulado e grau mínimo C na mesma.
A Instituição providenciará um histórico escolar contendo: relação das disciplinas; carga horária; conceito; nome e qualificação dos professores responsáveis; período e local do curso; duração total; título da monografia e conceito obtido; declaração da instituição de que o curso cumpriu as disposições da Resolução CNE/CES no 1, de 3 de abril de 2001.

Resultado final do processo Seletivo | turma 2013

Relação dos candidatos aprovados na prova escrita

Regimento Interno

Programação

Edital 2012

  Menu

Acervos

Arquivístico
Bibliográfico

Informações, serviços e produtos

Arquivo
Biblioteca
ArqVivo

Laboratório

LAPEL

Projetos de pesquisa

De Imperial Observatório do Rio de Janeiro a
Observatório Nacional (1827-2010): pesquisa
arquivística como subsídio para a organização
de um arquivo histórico quase bicentenário
Estudo da espécie e tipologia documental
de arquivos de ciência e tecnologia
Estudos de Conservação Preventiva de
Documentos Científicos e Históricos

Grupos de Pesquisa

Equipe

Pesquisadores
Técnicos
Colaboradores

Contatos

Coordenador: Marcio Ferreira Rangel
Contato: Vânia Rodrigues
Telefone: 55 21 3514-5270
Fax: 55 21 3514-5271
E-mail:marciorangel@mast.br
Biblioteca
Contato: Eloísa Helena de Almeida
Telefone: 55 21 3514-5312
E-mail: biblioteca@mast.br
Arquivo de História da Ciência
Contato: Everaldo Pereira Frade
Telefone: 55 21 3514-5276
E-mail: arquivo@mast.br
LAPEL
Contato: Alessandro Wagner Silva
Telefone: 55 21 3514-5268
E-mail: lapel@mast.br