Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Museologia > Projetos de pesquisa > Valorização do patrimônio científico e tecnológico brasileiro
Início do conteúdo da página

Valorização do patrimônio científico e tecnológico brasileiro

Publicado: Segunda, 10 de Abril de 2017, 16h20 | Acessos: 979

Coordenador: Marcus Granato (MAST)

Resumo

O projeto pretende pesquisar o patrimônio da ciência e tecnologia (C&T) no país, numa tentativa de sua delimitação, de avaliar as formas para sua proteção, além de realizar uma pesquisa de campo com o objetivo de produzir um levantamento que permita visualizar um panorama sobre conjuntos de objetos candidatos a constituir um possível inventário nacional do patrimônio de C&T no país. A partir disso, elaborar o que denominamos de prosopografia de dois conjuntos desses objetos.

Este projeto tem suas raízes em outro projeto de pesquisa realizado no MAST (Objetos de Ciência e Tecnologia como Fontes Documentais para a História das Ciências) e finalizado em 2009.

Poucos autores se dedicam à reflexão do que constitui patrimônio cultural da ciência e tecnologia. Rolland-Villemont apresenta uma classificação para as coleções de objetos relacionados à ciência, à tecnologia e também à indústria, tendo por base a classificação de Andre Leroi-Gourhan, que utiliza uma abordagem com o viés da Arqueologia, ajustada a um critério de patrimônio.

Fazem parte dessa classificação: as coleções científicas, que são a herança das coleções dos gabinetes de curiosidades do século XVIII; as coleções técnicas, que são as coleções de modelos utilizados para ensino ou para o conhecimento de uma técnica; as coleções industriais, que são ligadas a uma área da indústria e representam toda a cadeia de operações que envolvem a extração e a transformação dos materiais até o produto final; e as coleções relacionadas aos transportes e às comunicações. É no universo das duas primeiras tipologias que encontraremos os artefatos de interesse para nossos estudos.

Para nós, o patrimônio cultural da C&T inclui o conhecimento científico e tecnológico produzido pelo homem, além de todos aqueles objetos (inclusive documentos em suporte papel), coleções arqueológicas, etnográficas e espécimes das coleções biológicas que são testemunhos dos processos científicos e do desenvolvimento tecnológico. Também se incluem nesse grande conjunto as construções arquitetônicas produzidas com a finalidade de atender às necessidades desses processos e desenvolvimentos.

Para o desenvolvimento do projeto, em função da amplitude dos trabalhos relacionados, procurou-se delimitar as áreas de conhecimento a que estariam relacionados os objetos e o período histórico de sua fabricação. Quanto ao primeiro critério, considera-se as Ciências Exatas e Engenharias; quanto ao segundo, o período histórico relacionado aos levantamentos de objetos até a década de 1960.


Equipe

Marcus Granato (coordenador); Marcio Ferreira Rangel (MAST), Claudia Penha dos Santos (MAST), Fernanda Pires Santos (UNIRIO-MAST), Ethel Handfas (bolsista DTI/PCI), Liliane Bispo (bolsista DTI/PCI), Valeria Leite de Freitas (bolsista DTI/PCI), Suely Ceravolo (UFBA), Letícia Mazzuchi (UFPEL), Francisca Michelon (UFPEL), Emanuela Sousa Ribeiro (UFPE), Maria Alice Ciocca de Oliveira (OV), Marta Lourenço (MCUL), Pedro Ruiz Castell (Universidad de Barcelona).


Parcerias

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP, Universidade de Brasília - UNB, Universidade Federal da Bahia - UFBA, Observatório do Valongo. Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Museu de Ciência e Técnica. Universidade de Lisboa - MCUL, Centro de Documentação e História da Ciência. Universidad de Valencia, Espanha

 

Financiamento

FAPERJ (Jovens Cientistas do Nosso Estado), CNPq (edital universal, edital ciências sociais aplicadas)

 

Site

http://www.mast.br/projetovalorizacao/index.html

 

Voltar

registrado em:
Fim do conteúdo da página