Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

VIII Encontro de Arquivos Científicos

  • Publicado: Segunda, 04 de Setembro de 2017, 14h58
  • Acessos: 975

Evento acontece entre os dias 12 a 14 de setembro de 2017 e tem como tema principal: Tratamento de arquivos de ciência e tecnologia: organização e acesso

____________________________________________________________________________________________________________________________

Dia 12 de setembro de 2017

14h30 – CREDENCIAMENTO

15h30 - MESA DE ABERTURA

16h - MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE” - Curadoria de Clóvis Molinari Jr.

 

____________________________________________________________________________________________________________________________

 Dia 13 de setembro de 2017

9h15 - MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE”

 

9h30-12h - PRIMEIRA SESSÃO PLENÁRIA: ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS DE INSTITUIÇÕES DE PESQUISA E ENSINO

Organizar os arquivos implica na identificação do produtor e no cumprimento dos princípios arquivísticos da proveniência, da ordem original e do respeito aos fundos. Todos os passos que são tomados após a aquisição de um acervo por uma instituição, não importando por qual forma de aquisição, deveriam levar ao cumprimento desses princípios em busca da representação do produtor. No entanto, as circunstâncias dos cenários institucionais muitas vezes se impõem desafiando de alguma forma o processo de organização dos arquivos. Essa plenária pretende levantar questões em torno das fases da organização dos arquivos e coleções de arquivo, tais como: os documentos provenientes das pesquisas e dos laboratórios estão sendo contemplados nos programas de gestão de documentos? Estes chegam aos arquivos permanentes, ou permanecem sob a custódia dos pesquisadores? Já chegam organizados? Os pesquisadores participam da organização? É importante salientar que a plenária considera a gestão de documentos como o conjunto de ações, procedimentos e operações técnicas envolvendo desde a produção, tramitação, uso e destinação dos documentos visando a sua eliminação ou recolhimento para guarda permanente, e de modo a promover o seu controle continuado.

Coordenador: Paulo Roberto Elian dos Santos - Diretor da Casa de Oswaldo Cruz/FIOCRUZ

Conferencistas:

Maria Celina Soares de Mello e Silva – Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Preservação de Acervos de Ciência e Tecnologia (PPACT/MAST/MCTI )

Ana Célia Rodrigues – Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI/UFF) e professora do Programa de Pós-Graduação em Memória e Acervos da FCRB

12h – MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE”

 

12h10 –14h - INTERVALO PARA ALMOÇO

14h–17h – SESSÃO DE COMUNICAÇÕES LIVRES

Coordenador: Cláudia Suely Rodrigues de Carvalho – FCRB / PPGMA

14h–14h20 – Entre a Ciência e a Política um estudo etnográfico dos arquivos pessoais de Belisário Penna e Carlos Chagas em perspectiva.

Taiguara de Souza Moreira

14h20–14h40 – O processo de aquisição de arquivos pessoais de cientistas por instituições de memória: o caso do Arquivo Maurício de Almeida Abreu. 

Priscila Soares Vaisman e Renata Regina Gouvêa Barbatho

14h40–15h – Os arquivos pessoais de cientistas: diferenças, similaridades (e complementaridades) com o processo de organização de arquivos institucionais. O arquivo Maria Laura Mouzinho Leite Lopes.

José Benito Yárritu Abellás e Maria Carolina Clares do Nascimento Araujo

15h-15h30 – DEBATE

15h30 – 15h40 – INTERVALO

15h40–16h – Documentos de instituições de ensino nos arquivos pessoais: o material didático produzido pela matemática Estela Kaufman como estudo de caso.

Everaldo Pereira Frade e Dayane Ponciano de Lima

16h–16h20 – A dimensão institucional dos arquivos pessoais de cientistas: Orlando Rangel e o ensino de engenharia química na Escola Técnica do Exército

Elias Maia

16h20–16h40 – Documentos institucionais em arquivos pessoais: o fundo documental do físico Fernando de Souza Barros como estudo de caso.

Everaldo Pereira Frade e Letícia Ribeiro Vieira

16h40–17h – Da intimidade e do trabalho científico: arquivos, mulheres e ciência.

Maria Leandra Bizello

17h–17h30 – DEBATE

17h30–17h40 – MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE”

 

____________________________________________________________________________________________________________________________

 Dia 14 de setembro de 2017

9h15 - MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE”

 

9h30 – 12h - 2ª PLENÁRIA: ACESSO A ARQUIVOS DE INSTITUIÇÕES DE PESQUISA E ENSINO

Após a etapa da organização dos arquivos ou coleções o desafio do profissional se desloca para tornar o acervo acessível. Cumprir essa função pressupõe um conjunto de procedimentos e atividades fundamentadas em princípios legais, éticos e arquivísticos. A elaboração da descrição dos acervos tem como base o trabalho desenvolvido no momento da organização e um compromisso com a sociedade. Na perspectiva das instituições públicas, ou de produção de arquivos que têm sua origem em projetos e ações com financiamento público, tem-se por base que o princípio é o acesso e a transparência. Mas questões como comprometimento da pesquisa e direitos autorais podem afetar o objetivo do acesso. Essa plenária pretende abordar os aspectos facilitadores do acesso aos acervos e os dificultadores, considerando o cenário atual de demanda da sociedade por transparência, acesso e democracia. O compromisso com o acesso às informações produzidas no âmbito da administração pública assumido pelo estado Brasileiro com a promulgação a Lei 12.527/2011, a Lei de Acesso à Informação, e mais recentemente, com a publicação do Decreto nº 8.777, de 11 de maio de 2016, sobre a Política de Dados Abertos do Poder Executivo Federal implicitamente provoca um desafio, na medida em que o cumprimento dos dispositivos legais fomenta a demanda da sociedade. Mas estão as instituições preparadas para disponibilização de uma descrição acurada de seus acervos? São os sistemas adotados suficientes para potencializar o acesso? As políticas institucionais contemplam os usuários? 

Coordenador: Maria Leandra Bizello – Professora da UNESP

Lucia Maria Veloso de Oliveira – Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Memória e Acervos e chefe do Arquivo Histórico e Institucional da Fundação Casa de Rui Barbosa.

Francisco Pedroza – Professor da UFBA

12h - MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE”

 

12h05 – 14h - INTERVALO PARA ALMOÇO

14h – 17h - SESSÃO DE COMUNICAÇÕES LIVRES

 Coordenador: Maria Lúcia de Niemeyer Matheus Loureiro – MAST / PPACT

14h–14h20 – Arquivos científicos do núcleo de pesquisa GECEM/UFRJ: proposta de normalização de procedimentos da metodologia da identificação arquivística.

Jacilene Alves Brejo e Junia G. C. Guimarães e Silva

14h20–14h40 – Os desafios e as limitações enfrentados pelos arquivistas da Fundação Casa de Rui Barbosa para a implantação do processo administrativo eletrônico. 

Bianca Therezinha Carvalho Panisset e Leandro de Abreu Souza Jaccoud

14h40–15h – Juízes da memória: o que guardamos, o que descartamos. A análise sobre a aplicação de tabela de temporalidade e código de classificação de documentos da área finalística de uma instituição "guardiã de memória" - o caso MAST.

José Benito Yárritu Abellás e Assis da Silva Gonçalves.

15h–15h30 – DEBATE

15h30–15h40 – INTERVALO

15h40–16h – Organização de arquivos de instituições de pesquisa e ensino.
Igor José de Jesus Garcez e Kissila da Silva Rangel

16h–16h20 – Propostas e desafios na organização de um arquivo centenário: o arquivo permanente do Observatório Nacional como estudo de caso (1862-1980).

Everaldo Pereira Frade e Miriam Gonçalves de Souza

16h20–16h40 – Processamento técnico de documentos científicos: uma análise da documentação sobre a geração, conservação e disseminação da hora legal brasileira, sob a guarda do arquivo do Serviço da Hora Legal Brasileira do Observatório Nacional.

Selma Junqueira e Evelyn Frade da Silva

16h40–17h – DEBATE E ENCERRAMENTO

17h – MOSTRA DE FILMES “CIÊNCIA & MEIO AMBIENTE

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página