Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Educação em Ciências > Projetos de pesquisa > Pesquisa, identificação, preservação e divulgação dos acervos de C&T das instituições de pesquisa do MCTIC
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

O Bicentenário do Museu Nacional

Ciência e educação numa história institucional brasileira

  • Publicado: Quarta, 09 de Maio de 2018, 10h13
  • Acessos: 345

Primeira instituição museológica e de pesquisa do Brasil, o Museu Nacional está prestes a comemorar seus 200 anos de existência. E para abordar a sua "ilusão biográfica" institucional, o Encontro com a História da próxima sexta-feira (25), realiza a palestra O Bicentenário do Museu Nacional - Ciência e educação numa história institucional brasileira. Ministrada pelo Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, do Museu Nacional, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Dias Duarte, o encontro busca modelizar os ritmos de continuidade e descontinuidade dos sucessivos projetos institucionais vigentes ao longo da história do Museu Nacional, concentrando a atenção em alguns momentos de afirmação identitária mais nítida, num contexto geral sempre muito dependente, complexo e mutante.

A apresentação também abordará o contraste entre os momentos de apogeu do final do século XIX e da primeira metade do século XX, e a relativa estagnação das primeiras décadas da segunda metade (em parte decorrente da incorporação efetiva à UFRJ). O encontro vai permitir compreender a mudança representada pela conjugação da pesquisa à pós-graduação na era em que ainda agora vive a instituição, em sua dimensão mais propriamente científica.

A palestra acontece de 14h às 17h30, no Auditório do Prédio Anexo do MAST.

Luiz Fernando Dias Duarte
Antropólogo brasileiro, graduado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Concluiu o mestrado em antropologia social e o doutorado em ciências humanas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Museu Nacional da UFRJ).
Fez pós- doutorado no Groupe de Sociologie Politique et Morale, da Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, Paris.
Atua como pesquisador nas áreas de antropologia da pessoa, da saúde, da família, da sexualidade e da religião. Entre outros cargos acadêmicos, foi diretor do Museu Nacional da UFRJ (1998-2001).
Durante este mandato, coordenou a elaboração do projeto da sua Nova Exposição, ainda em curso. Foi professor visitante nas Universidades de Brasília, Paris X - Nanterre, Buenos Aires, Liège e Federal do Rio Grande do Norte.
É Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico


registrado em:
Fim do conteúdo da página