Busca


  Projeto

Sob chuvas e trovoadas: uma história da institucionalização da meteorologia no Brasil (1880-1920)
Coordenadora: Christina Helena Barboza


Resumo

Este projeto de pesquisa tem como principal objetivo contribuir para a história das ciências no Brasil analisando o contexto científico e social no qual se deu a criação de instituições dedicadas à meteorologia, particularmente no Rio de Janeiro, durante o período compreendido entre as décadas de 1880 e 1920. Durante este período foram feitas as primeiras tentativas de se estabelecer uma rede de estações meteorológicas e climatológicas distribuídas pelo território nacional, as quais deram origem ao atual Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e ao Serviço Meteorológico da Marinha, ligado à Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN).

Em conformidade com os referenciais teórico-metodológicos dos estudos sociais das ciências, são examinadas no projeto, de um lado, algumas demandas sociais que motivaram diferentes grupos profissionais (oficiais da marinha, engenheiros, astrônomos) a assumir para si a tarefa de estabelecer uma instituição devotada à meteorologia; e, de outro lado, os conceitos e teorias científicas que guiaram esses profissionais nas suas disputas internas e na sua ação política.

Entre os resultados até agora atingidos pelo projeto, destacam-se a publicação de dois capítulos em livros, os quais colocaram em relevo diferentes momentos de uma controvérsia científica, estabelecida na virada do século, a propósito do formato e objetivos de uma rede meteorológica no Brasil. Com esta mesma temática, porém com o foco na controvérsia sobre a instrumentação mais adequada para a rede meteorológica brasileira, foi ainda orientada uma monografia de final de curso de especialização, cujos resultados foram publicados em revista da área de história da ciência. Finalmente, no âmbito deste projeto, foi organizado no MAST, em maio de 2008, o Simpósio da Comissão Internacional de História da Meteorologia (ICHM), sob o título de “Clima, Conhecimento Local e Vida Cotidiana.”


Financiamento

Faperj (2008)

  Menu

Linhas pesquisa

Ciência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e contextos culturais

Projetos de pesquisa

A conquista do mundo natural e a
colonização da América ( XVI - XVIII)
A expansão da Estrada de Ferro D. Pedro II
e as associações técnico-científicas
A fronteira na história da antropologia
As representações astronômicas na arte
rupestre brasileira
Cosmo, tempo e representação: elementos
de astronomia Guarani Mbyá
Discurso, políticas e itinerários simbólicos
do patrimônio cultural
Divulgação da ciência nas revistas científico-
literárias brasileiras do século XIX
Expedições astronômicas no Brasil
(1850-1950)
Exposições científicas e sociedade: o caso
da Exposição Internacional de Higiene de 1909
História comparada da ciência: Brasil e Peru
História da antropologia no arquivo
iconográfico Luiz de Castro Faria
Irradiando política, acirrando conflitos
Memória e história da Sociedade Brasileira
de História da Ciência e Tecnologia - SBHC
O Laboratório Nacional de Astrofísica:
história em construção
Recursos naturais entre a prática científica
e os saberes tradicionais
Sob chuvas e trovoadas: história da
meteorologia no Brasil
Território, ciência e nação (1870-1930)

Grupos de Pesquisa

Equipe

Pesquisadores
Colaboradores

Contato

Coordenadora: Heloisa Meireles Gesteira
Contato: Cíntia Machado
Telefone: 55 21 3514-5245
Fax: 55 21 3514-5247
E-mail: chc@mast.br