Ir direto para menu de acessibilidade.
Últimas Notícias > Fim de Semana de conhecimento MAST
Início do conteúdo da página

Fim de Semana de conhecimento MAST

Exposições interativas, meteoritos e muito conteúdo sobre o Universo fazem parte da programação

  • Criado: Segunda, 23 de Dezembro de 2019, 13h19
  • Acessos: 272

Quem quiser aproveitar o último fim de semana do ano para conhecer muitas curiosidades sobre o Universo não pode perder a programação deste sábado (28) e domingo (29) no Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). A partir das 14h, o público poderá mergulhar nas maravilhas do céu exibidas no espaço imersivo do Centro de Visitantes. Com as imagens projetadas em um ambiente virtual, o público tem a possibilidade de saber um pouco sobre a história da Astronomia com efeitos visuais e sonoros no ambiente que simula uma jornada pelo Universo.

É uma ótima oportunidade para conhecer a recém-inaugurada exposição Ressurgindo das Cinzas, fruto da parceria entre MAST e Museu Nacional/UFRJ, que reúne meteoritos recuperados do incêndio do Palácio de São Cristóvão, em setembro do ano passado. A mostra exibe 39 peças do acervo do Museu Nacional, sendo 37 meteoritos metálicos e rochosos, uma adaga feita de ferro meteorítico e um totem que conta a história do famoso meteorito Bendegó e que, curiosamente, escapou das chamas que consumiram o Museu Nacional.

Outra boa dica é visitar a mostra O Eclipse – Einstein, Sobral e o GPS, cuja curadoria leva a assinatura do renomado Marcello Dantas (sobre os 100 anos do eclipse da cidade cearense de Sobral,  fundamental para a confirmação da Teoria da Relatividade Geral, de Albert Einstein). O público fará uma imersão na história do fenômeno por meio de um conteúdo interativo que permite viver experiências sensoriais surpreendentes. São projeções de imagens e animações que unem história e tecnologia, incluindo a simulação audiovisual do momento em que Lua começou a sobrepor-se ao Sol naquele dia 29 de maio de 1919.

Também vale apreciar a mostra Uma Visão Lunar, de Anna Bella Geiger, uma das mais prestigiadas artistas visuais do país. A exposição exibe 10 serigrafias históricas da série batizada de Fase Lunar, desenvolvidas com base em fotografias cedidas pela NASA, em 1970, e que tem exemplares em coleções internacionais como a Fondation Cartier pour L’Art Contemporain, de Paris.

No domingo, além das exposições, os visitantes vão poder curtir a tarde no Planetário Inflável Digital. Dentro da cúpula são projetadas imagens que simulam o céu noturno e ensinam sobre os movimentos dos planetas e o deslocamento aparente das estrelas. As sessões acontecem às 15h, 16h e 17h e são conduzidas por mediadores do MAST, que ensinam sobre as fases da Lua, as constelações, o ciclo dos dias e das noites, os planetas visíveis e as diferenças que ocorrem ao longo do tempo.


registrado em:
Fim do conteúdo da página