Ir direto para menu de acessibilidade.
Últimas Notícias > Fim de Semana para matar a Saudade do MAST
Início do conteúdo da página

Fim de Semana para matar a Saudade do MAST

No primeiro sábado e domingo após a reabertura, Museu oferece programação especial para o público reviver as maravilhas da ciência no Cinema no Gramado e no Planetário no Auditório

  • Criado: Quinta, 15 de Outubro de 2020, 12h54
  • Acessos: 160

Após reabrir suas portas para receber novamente os visitantes, a partir do feriado do Dia das Crianças, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) preparou agora uma programação especial para este sábado (17) e domingo (18) com atividades para o público curtir seu belo e arborizado campus de 44 mil metros quadrados. Lembrando que, para acessar o Museu, é preciso seguir o protocolo de segurança sanitária e respeitar as medidas básicas que visam à preservação da saúde, tanto dos visitantes quanto de sua equipe. Portanto, haverá controle de acesso por sala e distribuição de 100 senhas para participar das iniciativas.

A partir das 14h, o MAST abre suas portas para que o público mergulhe nas maravilhas do céu exibidas no espaço imersivo do Centro de Visitantes. Com imagens projetadas em um ambiente virtual, é possível conhecer um pouco sobre a história da Astronomia com efeitos visuais e sonoros na sala projetada para simular uma jornada pelo Universo. Após essa aventura tecnológica, a dica é curtir a exposição Ressurgindo das Cinzas, realizada em parceria com o Museu Nacional, que exibe mais 39 peças do em seu acervo, além de uma adaga feita de ferro meteorítico e um totem que conta a história do famoso meteorito Bendegó, que, curiosamente, escapou das chamas que consumiram a instituição em setembro de 2018.

Além disso, é uma boa oportunidade de ver, tocar e tirar a sua foto ao lado do segundo maior meteorito registrado no Brasil, o Santa Luzia! O objeto espacial, de aproximadamente duas toneladas, está exposto e acessível em frente à fachada principal do MAST para apreciação dos visitantes. E por falar nisso, também a céu a aberto, sábado, a partir das 18h30 tem o Cinema no Gramado, que apresenta a Mostra de Filmes Científicos em pleno ar livre. A atividade é uma forma de entretenimento cultural de qualidade e uma oportunidade para apresentar a ciência e a tecnologia de maneira clara, atraente e segura dentro dos parâmetros do “novo normal”.

O conteúdo dos vídeos é dirigido ao público geral, sendo recomendado para a audiência a partir da faixa infanto-juvenil. Confira abaixo a sinopse dos filmes que serão exibidos no sábado (17):

  • COMO OS ELETRÔNICOS PODEM NOS AFETAR?
    Duração -20 minutos

O vídeo explica o quê um aparelho precisa ter para ser considerado eletrônico; descreve a evolução dos eletrônicos, desde o século passado, esclarecendo o que possibilitou sua miniaturização. Especialistas falam sobre a radiação emitida pelos aparelhos eletrônicos e como elas podem afetar nosso organismo.

  • COMO FUNCIONA A FIBRA ÓTICA NO BRASIL?
    Duração - 20 minutos

Como as informações eram transmitidas há 100? O vídeo viaja pelo tempo para mostrar o passado e o futuro, fazendo uma viagem ao local onde foi desenvolvida a primeira fibra ótica brasileira e no Centro de Pesquisa e desenvolvimento (CPqD), um dos mais conceituados pólos de tecnologia do mundo em telecomunicações e tecnologia da informação. O filme mostra como é realizado um diagnóstico médico à distância, feito por meio de uma rede de computadores.

  • ANIMAÇÃO, MUITA VIDA NA TV
    Duração - 25 minutos

O mercado de animação aqueceu no Brasil de tal forma que a Universidade Federal de Minas Gerais criou, em 2009, o curso de graduação em Cinema de Animação e Artes digitais. O vídeo acompanha como os alunos aprendem cada etapa necessária para a criação nesta área; apresenta diversas técnicas de animação e conversa com profissionais do curso que estão criando ferramentas de ensino e material didático com animação.

 

Obs.: A realização do Cinema no Gramado está sujeita a condições climáticas.

Atenção: Grupos devem entrar em contato com o email atendimento@mast.br para agendar e receber as informações sobre a visita e todos os procedimentos para garantir a segurança e higienização.

 

Já no domingo (18), além das exposições, o MAST retoma uma das atividades que mais faz sucesso com a criançada: o Planetário Digital. Também readequado aos procedimentos de segurança sanitária, a atividade se adaptou para sair da cúpula e expandir o Universo no Auditório do Prédio Ronaldo Mourão, que teve a capacidade de público reduzida para 18 lugares, por sessão. No local, que terá capacidade reduzida e manterá as janelas abertas para circulação de ar, serão projetadas imagens que simulam o céu noturno e ensinam sobre os movimentos dos planetas e o deslocamento aparente das estrelas. A sessão acontece às 16h e será conduzida por mediadores do MAST, que vão detalhar sobre as fases da Lua, as constelações, o ciclo dos dias e das noites, os planetas visíveis e  as diferenças que ocorrem ao longo do tempo.


registrado em:
Fim do conteúdo da página