Ir direto para menu de acessibilidade.
Últimas Notícias > Fim de semana para ressurgir das cinzas
Início do conteúdo da página

Fim de semana para ressurgir das cinzas

Programação inclui exposição com coleção de meteoritos, filme com debate sobre o desenvolvimento da ciência e da tecnologia e identificação do céu virtual

  • Criado: Sexta, 21 de Fevereiro de 2020, 07h54
  • Acessos: 309

A boa pedida para aproveitar o fim de semana pós-folia é conhecer muitas curiosidades sobre o Universo com as atividades oferecidas pelo Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). As atrações grátis programadas para sábado (29/02) e domingo (1º/03) são voltadas para crianças, jovens e adultos curtirem momentos de lazer em ambiente de muita interação. A partir das 14h, o Museu abre as suas portas para o público mergulhar nas maravilhas do céu exibidas no espaço imersivo do Centro de Visitantes. Com as imagens projetadas em um ambiente virtual, o público tem a possibilidade de saber um pouco sobre a história da Astronomia e do próprio MAST com efeitos visuais e sonoros no ambiente que simula uma jornada pelo Universo.

E para quem quer ver de perto alguns fragmentos que vieram diretamente do Espaço, a exposição Ressurgindo das Cinzas apresenta uma coleção de meteoritos recuperados do incêndio do Palácio de São Cristóvão, em setembro de 2018. A mostra exibe 39 peças do acervo do Museu Nacional, sendo 37 meteoritos metálicos e rochosos, uma adaga feita de ferro meteorítico e um totem que conta a história do famoso meteorito Bendegó.

Às 14h30, tem Cine Ciência com a exibição do filme Elysium. É uma ótima oportunidade para entender como o desenvolvimento da ciência e da tecnologia proporcionam maior qualidade de vida aos seres humanos. Mas, será que todos têm iguais acesso à esta evolução? A atividade conta com o debate da socióloga Thaynara Flôr, que vai abordar sobre como as desigualdades sociais, ciência e tecnologia contribuem para reforçar ou dissipar diferenças.

E a partir das 17h30, tem a atividade Identificação do Céu Virtual. O público vai conhecer detalhes sobre o solstício de verão, as estações do ano, estrelas e constelações de diferentes meses, por meio de interação com a projeção do software Stellarium. Com a ajuda dos monitores do Museu, será possível analisar o céu noturno projetado, utilizando o aplicativo de telefone celular, identificar e descobrindo mais sobre a natureza de diversos corpos celestes.

No domingo, além das exposições, os visitantes vão poder curtir a tarde no Planetário Inflável Digital. Dentro de cúpula, são projetadas imagens que simulam o céu noturno e ensinam sobre os movimentos dos planetas e o deslocamento aparente das estrelas. As sessões acontecem às 15h, 16h e 17h e são conduzidas por mediadores do MAST, que ensinam sobre as fases da Lua, as constelações, o ciclo dos dias e das noites, os planetas visíveis e as diferenças que ocorrem ao longo do tempo.


registrado em:
Fim do conteúdo da página