Ir direto para menu de acessibilidade.
Últimas Notícias > Inauguração da Mostra Virtual O céu que nos conecta
Início do conteúdo da página

Inauguração da Mostra Virtual O céu que nos conecta

Primeira exposição feita com a colaboração do público reúne 142 desenhos, pinturas e colagens de crianças de 3 a 15 anos de todas as regiões do Brasil

  • Criado: Segunda, 29 de Junho de 2020, 15h59
  • Acessos: 323

O Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) inaugura hoje a mostra virtual O Céu Que Nos Conecta. A exposição exibe 142 trabalhos artísticos de crianças e adolescentes de todas as regiões do país, entre 3 a 15 anos, divididos em dez salas. Os promissores artistas atenderam a um chamamento feito pelo MAST, no fim do mês de abril, e enviaram suas criações para a seleção realizada pelo grupo de curadores da exposição na Coordenação de Educação em Ciências (COEDU). Este é o resultado da iniciativa criada para exibir a forma como os jovens estão observando o céu neste período de isolamento social.


Na mostra, crianças e adolescentes com idades entre 3 e 15 anos, exibem suas pinturas, desenhos e mensagens de solidariedade, amizade e esperança. As 142 imagens e suas respectivas descrições, foram enviadas de todas as regiões do Brasil e integram a primeira exposição construída em colaboração com o público, na história do MAST. Com o céu no topo da cabeça e o coração na ponta dos dedos, meninos e, sobretudo, meninas – elas são maioria entre inscritas (60%) e responsáveis pelas inscrições (80%) – colocaram no papel variadas formas de conexão com o universo, em tempos de isolamento social. Cerca de 80% das crianças e adolescentes integrantes da mostra têm entre 9 e 10 anos de idade. Elas são parte da história e têm um registro de suas experiências e impressões expostas no Museu, neste momento singular. A iniciativa reafirma o valor e a importância da inclusão de vários grupos sociais e etários na construção da identidade cultural e da memória das sociedades.

As dez salas da exposição – O Céu e a Cidade; Saudades do Céu do Sol; O Dia do Céu; O Céu dos Abraços; A Noite do Céu; Fuga da Gravidade; Nossa Vizinhança; O Céu é Nosso Personagem; O Céu Infinito e Céus Imaginados – propõem uma viagem pelas cores do espectro visível da luz. Partindo do chão firme, de onde avistamos o Sol laranja, foguetes e até mesmo bicicletas voadoras, seguem adiante pelo azul profundo do espaço sideral, ultrapassando a fronteira do sonho, nos confins do violeta.

A região Sudeste, que concentra o maior número de museus do país, é de onde vem a maioria dos participantes desta mostra virtual. Cerca de 80% deles e delas declararam, inclusive, já ter visitado museus. Os curadores da mostra ficaram atentos à parcela de integrantes que vive em cidades do interior do Brasil e que afirmou nunca ter entrado num museu – independentemente de existir ou não um museu em sua cidade. Ações como esta têm o potencial formidável de alcançar essas pessoas e evidenciam a necessidade de refletir, mais do que nunca, sobre a ampliação do acesso à internet, num país com desigualdades sociais. Ciente desses desafios, o MAST tem a responsabilidade e a honra de promover a mostra virtual O Céu Que Nos Conecta, num processo pautado por valores como cooperação, sensibilidade, compromisso e solidariedade para com o público e a comunidade de educadoras e educadores.

registrado em:
Fim do conteúdo da página