Ir direto para menu de acessibilidade.
Últimas Notícias > IV Semana Fluminense do Patrimônio
Início do conteúdo da página

IV Semana Fluminense do Patrimônio

  • Criado: Segunda, 04 de Agosto de 2014, 13h27
  • Publicado: Segunda, 04 de Agosto de 2014, 13h27
  • Última atualização em Terça, 21 de Novembro de 2017, 13h21

O Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) participa da Semana Fluminense do Patrimônio, como um dos organizadores desta quarta edição, que acontece de 12 a 24 de agosto em Paraty, no Rio de Janeiro. A Semana busca promover a valorização do patrimônio natural e cultural fluminense e ampliar o conhecimento da população sobre seu patrimônio em suas mais diversas expressões.

O MAST oferece uma programação diversificada durante a Semana Fluminense do Patrimônio. Nos dias 16 (sábado), 20 (quarta-feira) e 23 de agosto (sábado), no Programa de Observação do Céu que acontece a partir das 17h30, com a exibição de um vídeo sobre astronomia e ciências afins e, logo depois, a apresentação da palestra O Céu do Mês. Às 18h30, os visitantes são convidados a observar o céu a olho nu ou utilizando a centenária Luneta Equatorial de 21 cm e um telescópio refletor 8 polegadas de abertura. A atividade é conduzida por um astrônomo ou mediador capacitado.

Haverá visita orientada pelo Museu nos dias 16 (sábado), 17 (domingo), 23 (sábado) e 24 de agosto (domingo), às 15 e 17h. Nela, os mediadores apresentam, aos visitantes, as exposições do MAST espalhadas pelo campus e o conjunto arquitetônico construído para sediar o Observatório Nacional. Se chover, a atividade é substituída por uma visita mediada à exposição As Estações do ano, a Terra em movimento. No dia 16 de agosto, acontece também o ASTROmania, atividade que reúne oficinas, palestras interativas, jogos, gincanas e outras brincadeiras envolvendo a astronomia.

Quem vier ao MAST, no dia 17 de agosto (domingo), poderá participar do Brincando de Matemático! São brincadeiras com as formas geométricas, desde aquelas que se autoreplicam até o tradicional tangram. O raciocínio lógico dos participantes é aguçado com enigmas, segredos, Torres de Hanói; e a capacidade de estratégia é estimulada com o jogo da velha. A atividade é dirigida ao público de todas as idades: pais, filhos e grupos de amigos, todos podem brincar juntos.

Você sabe o que é uma ampulheta? Ampulheta é um dos objetos mais antigos de medição do tempo. É constituída por duas garrafas que se comunicam entre si através de uma tampa furada permitindo o escoamento da areia de uma para outra em um tempo exato. Venha participar da oficina “Construção de uma Ampulheta” e construir sua própria ampulheta utilizando duas garrafas pet e um pouco de areia. A atividade acontecerá no dia 20 de agosto, quarta-feira, às 16h.

No sábado, 23 de agosto, às 16h, acontecerá o "Cozinhando com a química”. Uma oficina onde você aprende a preparar bolos, doces e outras receitas culinárias. E ainda fica sabendo sobre as propriedades de diferentes ingredientes e as transformações que os mesmos sofrem durante o preparo e consumo dos alimentos, desde de interações nanoscópicas entre as suas moléculas, até os seus efeitos no nosso organismo. No Cozinhando com a Química, os visitantes colocam a “mão na massa” e de forma lúdica compreendem um pouco da ciência que está presente em nosso dia a dia.

E a diversão continua no domingo, dia 24 de agosto, com a oficina Faça você mesmo! Nela, apresentamos o nosso céu e as estações do ano. Conversaremos um pouco sobre o movimento aparente da esfera celeste e discutiremos o fenômeno das estações do ano. Construiremos um relógio estelar que indica as horas através da posição das estrelas. Esta atividade tem como objetivo aprimorar conceitos astronômicos e conduzir os visitantes para uma reflexão mais crítica sobre os fenômenos que nos rodeiam. Tendo isto em mente, os participantes são convidados a construir Um relógio do Cruzeiro do Sul.

Preservação de acervos
Os interessados pela área de preservação de acervos terão a oportunidade de participar das oficinas “Diagnóstico de documentos bibliográficos”, que será ministrada por Ana Cristina de Oliveira Garcia, e “A história do papel”, que será ministrada por Alessandro Wagner Alves Silva, ambos técnicos do Laboratório de Conservação e Restauração de Documentos em Papel (LAPEL) da instituição.

A oficina “Diagnóstico de documentos bibliográficos”, que será realizada no dia 13 de agosto, tem como proposta apresentar a estrutura do livro, identificar danos em encadernações e ensinar a preencher fichas de diagnóstico. Enquanto na oficina “A História do Papel”, que acontecerá nos dias 14 e 15 de agosto, serão abordados os primeiros precursores empregados para escrita antes da invenção do papel, além de propiciar um conhecimento teórico e prático na fabricação de papel artesanal.

registrado em:
Fim do conteúdo da página